Samuel Uria

Concerto de Samuel Uria no Festival Sol da Caparica 2017 - 12 de Agosto de 2017.

"«Samuel Úria é o nome artístico de Samuel Úria. A lenda em torno de si conta que nasceu e cresceu entre uma pequena cidade da Beira Alta e um par de canais públicos de televisão. Talvez devido a essa sobre-exposição televisiva lhe tenham ficado, por estigma, duas distintas marcas julio-isidricas: um considerável nariz e a fanfarronice por ter lançado a carreira musical de um jovem; nome artístico Samuel Úria."

Em 2016 foi a altura de anunciar um novo disco, do regresso com novas canções (e que canções!), de uma evolução na sonoridade, da elevação no recorte da palavra – “Carga de Ombro”, era o título que se anunciava e a expressão que condensava as nossas expectativas. Nossas porque as “do público” mas também as de Samuel. Afinal, a distância que Samuel Úria nos faz percorrer entre o “amparo” e a “provocação” é tão tenuemente grande que mais do que nunca nos revemos no verso da canção que dá título ao disco “põe o teu ombro junto ao meu, carga de ombro é legal”.
A descoberta de uma dos mais emblemáticos conjuntos de temas da música produzida em Portugal prossegue. A imprensa escrita enalteceu-o com referências elogiosas e a inclusão na lista dos melhores do ano. A rádio fê-lo ouvir, “Dou-me Corda” ou “Repressão” percorrem o éter. A televisão relevou-o, destacando-se o episódio para a série “No Ar”. O mundo da animação premiou-o pela parceria com Pedro Serrazina no vídeo para “É preciso que eu diminua”. E a voz de Manuela Azevedo, enriqueceu-o numa participação especial no tema homónimo do disco, o último single até à data de “Carga de Ombro”.

Fotos By Luis Macedo
Google+