8760 Horas Para Gastar

Foram 8760 horas gastas desde o passado dia 6 de Fevereiro de 2015.
Foi um ano de certezas, um ano de conclusões, e sobretudo um ano de preparação de terreno para novos começares!

O disco "Horas para Gastar vol. I" concluíu um ciclo de canções baseadas na derrota, tanto na vida, como no amor. Desde o velho "Em banho Maria" que os passeios pelo Cais do Sodré que acabavam em Lux eram a principal fonte de inspiração.
Mas felizmente a narração do exagero e da decadência nocturna e humana são assuntos que estão gastos. São assuntos do passado.

E parece-me que não há data melhor, do que o aniversário de um dia tão importante como o lançamento do HPG vol.I, para celebrar o início de uma nova fase. O início de um segundo capítulo, onde o ar abafado do underground dá lugar à luz do dia, onde os afters dão lugar aos passeios, e onde o desamor dá finalmente lugar ao amor. Como é que tudo isto se reflete nas minhas canções? Eu já o sei. Vocês, muito em breve, saberão também!

Mas para já, recordemos com esta exímia reportagem fotográfica do nosso amigo Luís Macedo, um dia de consagração que ficou para a história.
O dia do lançamento do disco que encerrou o prelúdio de uma vida de canções.

Texto: O Martim
Fotografia By Luis Macedo Google+



Reportagem em modo AAA para marcar o Aniversário do lançamento do album Horas para Gastar Vol​.​I d'O Martim no Musicbox, Lisboa em 6 de Fevereiro de 2015.
Convidados especiais: Tiago Lamy, Samuel Úria, Cut Slack e Sensi.

Poderão ver todas as fotos do concerto aqui: Concerto Horas Para Gastar