Agir

Agir no Festival Sol Da Caparica 2015.
Dia 3, 15 de Agosto.

“É sempre um prazer cantar num festival que tanto privilegia o português visto também ser a língua que mais uso…”, começa por explicar Agir. “Também escrevo algumas canções em Inglês, mas ver acontecer um Festival que vive só da lusofonia, numa era em que a presença da cultura anglo-saxónica nos eventos de maior expressão é quase ditatorial, significa que cada vez damos mais valor ao que é nosso, e isso é muito bom!” Quanto ao concerto que vai assinar no Sol da Caparica, Agir avança: “Posso dizer que já vai ter muitas músicas novas, que terá o meu novo disco Leva-me a sério como base, sem esquecer as canções que me trouxeram até aqui”.

O nome de Agir há muito que borbulhava nos domínios mais urbanos e subterrâneos da música portuguesa. Muitos hip hoppers de renome mencionavam Agir como um valor que não demoraria a rebentar. Leva-me a Sério, o trabalho que acaba de lançar, parece ser a prova definitiva de que essa ideia tinha plena razão de ser. Não haverá muitos discos recentes na música portuguesa que se possam orgulhar de reunir um leque tão diversificado de convidados como este de Agir: Ivan Lins, Amor Electro, Regula, Blaya, Diana Matos e Pité surgem nalgumas das 19 canções de que se faz esta apresentação que navega pelos ritmos do hip hop, do trap, da soul e do R&B. Agir tem demonstrado em palco que não é apenas um talento sério em estúdio. Sabe comunicar com o público que arrasta em multidões que parecem reconhecer nele uma das vozes das novas gerações. Agir é, sem dúvida, um caso sério. O impacto do single “Tempo É Dinheiro”, presença assídua nas playlists de maior impacto, é a prova disso.

By Luis Macedo
Google+